O estresse é a causa da gastrite? Tomar leite pode aliviar os sintomas? E refrigerante, pode? Popularmente conhecida, a doença é cercada de questões que nem sempre são verdades ou podem ser confirmadas sob o ponto de vista clínico. Será que você sabe quais são os mitos e verdades sobre a gastrite?

 

Antes de mais nada, o que é gastrite?

A gastrite é uma inflamação camada interna de revestimento do estômago, que é a mucosa gástrica. Na gastrite, as células brancas do sangue migram para a parede do estômago como resposta a uma agressão. Calma, gastrite não quer dizer úlcera ou câncer! É uma simples inflamação da mucosa gástrica e pode ter várias causas. A gastrite pode ser completamente assintomática, ou seja, não produzir qualquer sintoma, mas pode ocorrer dor ou queimação no abdome superior, náuseas, vômitos, eructações (arrotos) e sensação de má digestão. As queixas podem piorar com o jejum prolongado, podendo haver diminuição do apetite e sensação de empachamento ou saciedade precoce (qualquer coisa que comemos nos dá a sensação de já estarmos cheios).

 

Mitos e verdades:

O estresse causa gastrite?

Mito. Nossa rotina pode ser bastante estressante, não é mesmo? Trabalho, trânsito ou problemas cotidianos podem nos incomodar bastante, gerando o chamado estresse. Em períodos como esses, há uma liberação de maior quantidade de hormônios como o cortisol e a adrenalina, que aumentam a produção do suco gástrico, que é ácido, e acaba reduzindo a defesa do estômago e acentuando a inflamação da mucosa do estômago. Assim, o estresse não causa a gastrite e sim contribui para acentuar os sintomas de quem já é portador da doença. 

 

Mascar chiclete piora a gastrite?

Verdade. Mascar chicletes em excesso também estimula a produção de suco gástrico que, conforme explicamos, acentua os sintomas da gastrite.

 

Não existe cura para a gastrite?

Mito. Existe sim tratamento para a doença, mas ele vai depender da sua causa. Na maioria dos casos de gastrite o tratamento consiste na redução da secreção de ácido, que pode ser feita através de medicamentos como os antagonistas de receptores H2 (ranitidina) e os inibidores da bomba de prótons (omeprazol, lansoprazol, pantoprazol e esomeprazol). Na gastrite causada pelo consumo frequente de álcool e medicamentos anti-inflamatório, apenas a suspensão do uso pode auxiliar na melhora do quadro. O tratamento da infecção pelo H.Pylori não é feito em todos os casos, sendo indicado geralmente nas gastrites erosivas, úlceras gástricas e duodenais e no linfoma gástrico.

 

Quem tem gastrite não pode tomar café ou refrigerante?

Verdade. O café contém cafeína e xantinas, que estimulam o sistema nervoso, que acaba produzindo ácido no estômago, acentuando assim os sintomas como dores e refluxo, mesmo sem ser a causa direta da doença. No caso dos refrigerantes, eles podem agravar os sintomas porque possuem o pH ácido, além de aumentar o desconforto e distensão abdominal por conta do gás presente na composição da bebida. 

 

Gostou do nosso conteúdo? Nos acompanhe também em nossas redes sociais Facebook e Instagram! Para saber mais sobre a gastrite, clique aqui.