Tem coisa mais chata do que ir ao médico com uma queixa e ele dizer que não há nada de errado? Você claramente sente a dor ou algum desconforto, mas mesmo depois de passar por vários exames, não se detecta uma causa orgânica que justifique o que tanto te incomoda. É realmente muito frustrante!

Pensando nessas situações que são super comuns, criei a série “Alô, Gastro!”. Nela, procuro esclarecer sobre algumas das causas mais comuns que levam um paciente ao especialista em gastroenterologia – o “gastro” – e que nem sempre estão relacionadas a doenças do aparelho digestivo.

Se você passou por isso recentemente, meu conselho é manter a calma! Não precisa mudar de médico ou ficar desapontado. Na verdade, esta é uma situação muito comum, mais comum do que você imagina. Para se ter uma ideia, cerca de 40% dos pacientes que procuram atendimento gastroenterológico não têm problemas orgânicos que justifiquem suas queixas. Eu explico:

 

Dor e desconforto

As principais queixas desses pacientes são dor abdominal, sensação de estufamento, mal estar, gases, falta de ar, sudorese excessiva, constipação e diarreia. Você também possui algum desses sintomas? Se sim, há chance de você sofrer de SII (Síndrome do Intestino Irritável) – que é uma doença funcional.



Suspeitas e diagnóstico

Como esses sintomas são comuns a várias doenças, a maior preocupação do seu médico será afastar a existência de doenças orgânicas que justifiquem as suas queixas. Para isso vários exames podem ser solicitados, principalmente se o paciente tiver idade mais avançada, for fumante, obeso ou sedentário. Quando todas as suspeitas são afastadas e os exames estão normais, podemos estar diante de um caso de SII e isso significa que não há nada de errado com o seu aparelho digestivo do ponto de vista orgânico, apenas funcional.

 

O lado psicológico

Veja que queixas como falta de ar, suor excessivo e a sensação de ter uma bola presa na garganta são sintomas muito comuns a quem sofre de ansiedade. Grande parte dos paciente que tiveram o diagnóstico de SII, dizem que os sintomas coincidem ou foram precedidos por momentos de forte tensão emocional. Outros não conseguem perceber esta relação e por isso não gostam nem um pouco quando o médico sugere este diagnóstico. É muito importante que fique bem claro que seu médico não está sugerindo que você esteja inventando as suas queixas ou que sejam coisas da sua cabeça, como popularmente se diz. Sabemos que o paciente realmente sente e sofre muito com isso.

Por isso é imprescindível o acompanhamento psicológico ou psiquiátrico nos pacientes com SII. Assim como qualquer doença orgânica os problemas emocionais devem ser acompanhados e tratados de forma responsável. Infelizmente ainda temos um preconceito enorme no Brasil em procurar um psiquiatra. Procure um profissional capacitado e invista na sua qualidade de vida!

 

Dica: atividade física regular também é fundamental para a melhora dos sintomas!

 

Procure SEMPRE um médico especialista

Apesar das doenças funcionais serem bastante comuns nos consultórios médicos, caberá somente ao médico especialista fazer este diagnóstico. Ele é o profissional capacitado para anular a possibilidade de doenças orgânicas do aparelho digestivo e que precisam ser prontamente tratadas, assim que surgirem os primeiros sintomas. Por isso, não esqueça: procurem SEMPRE um medico especialista para uma avaliação.

 

Quer saber mais sobre a Síndrome do Intestino Irritável? Confira aqui o conteúdo completo.